Língua, Cultura e Sociedade


O Curso de Doutoramento em Língua, Cultura e Sociedade (DLCS) é um programa doutoral que visa proporcionar aos estudantes uma formação sólida, altamente especializada para actuarem na área de investigação linguística, estudos literários, estudos culturais e sociais em diferentes níveis e contextos de instrução, da básica a universitária e em organizações ou fundações não governamentais comprometidas com políticas educacionais nacionais e, até mesmo, internacionais.

Duração

O programa doutoral tem a duração de três (3) anos (6 semestres), que compreende um total de 180 Créditos, sendo o primeiro e o segundo semestre constituídos por unidades curriculares (60 Créditos) e o terceiro, quarto, quinto e sexto semestres
dedicado para elaboração e apresentação da tese (120 Créditos).

Acesso ao DLCS

Terão acesso ao Curso de DLCS todo o cidadão nacional ou estrangeiro com grau de mestrado em áreas ligadas à Ciências de Linguagem e Ciências Sociais com classificação final mínima de 14 valores ou titulares de habilitação equivalente legal. Igualmente, poder-se-ão candidatar ao Curso de DLCS, os cidadãos com o nível de mestrado com experiência profissional comprovada e que estejam a ocupar altas funções de direcção em instituições públicas e/ou privadas e que desejem adquirir ferramentas analíticas, conceptuais e metodológicas de investigação nas áreas de língua, literatura e cultura contemporâneas e, que, por decisão de uma Comissão de Professores Doutores da Universidade, possa aprovar os currículos que demonstrem uma adequada preparação científica de base, embora a classificação de mestrado seja inferior a 14 valores.

 Confira o EDITAL DO CURSO

ÁREAS CIENTÍFICAS

As áreas científicas de Doutoramento em Língua, Cultura e Sociedade circunscrevem-se a:

• Estudos da Linguagem e da Comunicação;

• Hermenêuticas Culturais, Sociologia e Antropologia.

Linhas pesquisa

As linhas de pesquisa serão constituídas a partir dos seus vínculos e interesses temáticos. A função das linhas de pesquisa prende-se com o desenvolvimento de investigação, tendo em conta os propósitos de ensino e extensão e a orientação de teses. A elasticidade das linhas de pesquisa faz com que estejam sujeitas a actualizações em função da dinâmica curricular e do plano estratégico da Universidade Zambeze, tendo em conta também os paradigmas de desenvolvimento do Ensino Superior em Moçambique e no Mundo. Esta flexibilidade significa que podem ser incorporados novos temas, subtemas, bem como novas abordagens teóricas e metodológicas. As linhas de pesquisa são as seguintes:

• Linguística e discurso

• Sociedade e cultura

• Estudos da literatura

A linha de pesquisa sobre “Linguística e discurso” visa estudar as estratégias usadas na comunicação e na interacção verbal no espaço moçambicano, caracterizado pela variação linguística sistemática. Para tal, fará uso e aplicação de teorias e conceitos da linguística (teórica, aplicada, psicolinguística, sociolinguística), teoria do discurso e interacção verbal. As pesquisas focalizarão as suas atenções para o diálogo intercultural intralinguístico, no domínio da interacção verbal e das ciências da comunicação. Terão que ver também com os estudos literários contemporâneos, com a Pós-modernidade e Pós-colonialidade. No domínio cultural, as linhas de pesquisa abordarão as questões sobre a inclusão, as diferenças, a identidade e as línguas e culturas moçambicanas, o multiculturalismo e a interculturalidade. Nesta linha, ter-se-á em conta a abordagem sobre o bilinguismo e a educação bilingue, como o plurilinguismo e a intercompreensão. Serão tratadas também as questões relacionadas com a variação e a(s) norma(s) linguística(s), e as línguas em contacto, as desigualdades sociolinguísticas e a educação bidialectal.

A linha de pesquisa sobre “Sociedade e cultura” assentará o seu quadro teórico em fundamentos advindos da Antropologia Cultural, Literatura, Estudos Culturais e Póscoloniais e abordará questões relacionadas com a cultura simbólica, com o uso da Literatura e da tradição oral (histórias, contos, mitos, lendas, provérbios e advinhas), com expressões artísticas (musicais, canto e dança, artes plásticas e visuais), com o género e com a religião (ritos, crenças, cosmovisão).

A linha sobre “Estudos da literatura” assentará as suas pesquisas nos postulados de literatura comparada e na pesquisa direccionada ao estudo dos textos de orientação romanesca, contística, poética e novelística.

Com o Programa Curricular proposto, assume-se a responsabilidade de consolidar os conhecimentos e habilidades dos profissionais, obtidos ao longo da formação de licenciatura e mestrado e de outras experiências que permitem realizar diferentes actividades, reconhecidas pelos qualificadores profissionais dos empregadores, das associações profissionais, dos sindicatos e das ordens profissionais. Sendo assim, findo o curso de Doutoramento, o pós-graduado poderá consolidar os seus conhecimentos e aplicá-los nas áreas de:

• Investigação Linguística;
• Programação e Gestão Cultural;
• Indústrias Culturais;
• Elaboração e Interpretação Textual;
• Serviços Comunitários;
• Ensino de Línguas e de Literatura; e
• Investigação Especializada em Humanidades.

Findo o curso de Doutoramento, o Pós-graduado deverá ser capaz de:

• Analisar textos em toda a sua complexidade num ambiente sociolinguístico e cultural em constante mutação;
• Diagnosticar os problemas inerentes ao funcionamento da língua portuguesa falada em Moçambique;
• Propor soluções adequadas às várias fraquezas detectadas no seio dos falantes;
• Intervir de uma forma apropriada utilizando os conhecimentos e métodos adequados a cada sector cultural e social;

• Ocupar com habilidade e competência as funções de alto nível da direção nas áreas de ensino e de cultura;
• Produzir literatura de alto valor intelectual em torno da língua, cultura e identidade moçambicanas;
• Dominar os métodos de avaliação e tomada de decisão no âmbito cultural;
• A partir da abordagem interdisciplinar dos estudos culturais, linguísticos e literários, trabalhar em programas de construção crítica de objectos de investigação relevantes para os estudos da linguagem com base em argumentos teórico-metodológicos de diferentes disciplinas ou campus do conhecimento;
• Refletir criticamente sobre as diferentes manifestações da linguagem em contextos de instrução, numa perspectiva interdisciplinar, considerando os usos de diferentes tecnologias, além de compreender a própria formação profissional como processo ininterrupto e autónomo.

O Curso de Doutoramento em Língua, Cultura e Sociedade prevê funcionar num Regime Modular com sessões presenciais mensais e com aulas tutoriais de sete (7) dias. As sessões serão ministradas em torno das seguintes unidades curriculares:

Regime de Funcionamento

Este ciclo de estudos funciona em regime modular. As aulas de tipo tutorial e de orientação pessoal (20 horas por disciplina) serão ministradas através de métodos expositivos, elaboração conjunta e trabalho independente. Utilizar-se-ão recursos como projectores, textos de apoio, entre outros. Nestas aulas, o docente esclarecerá dúvidas e facultará a orientação necessária para a prossecução do trabalho individual dos alunos: estudo, investigação e elaboração de trabalhos e de projectos. 19 Na fase de elaboração da tese, será designado para cada aluno admitido um orientador, de entre os professores que lecionaram a parte escolar ou outros de uma das Faculdades intervenientes. Durante essa fase, cada aluno deverá realizar um estágio de investigação com a duração de pelo menos um mês, durante o qual procederá à pesquisa bibliográfica e estabelecerá contatos com o orientador.