Historial


A Universidade Zambeze, carinhosamente tratada por UniZambeze, foi criada pelo Conselho de Ministros através do decreto nº 77/2007  de  18 de Dezembro, no quadro dos esforços do Governo para expansão e reorganização do Ensino Superior no país, preconizados na Política e Estratégia do Ensino Superior e no âmbito da implementação do Programa Quinquenal do Governo 2005—2009, no que tange a redução da pobreza absoluta de modo a garantir o ensino, a investigação e a extensão em todas as regiões e distritos do país.

O nome Universidade Zambeze, deriva do rio Zambeze que literalmente atravessa a Zona Centro do País, conferindo-lhe importância estratégica para o desenvolvimento de Moçambique e, da Região Austral de África no geral.

Institucionalmente, a UniZambeze é uma pessoa colectiva de direito público, de âmbito nacional, dotada de personalidade jurídica, gozo de autonomia científica, pedagógica e administrativa, e tenho a minha sede na Cidade da Beira.

Desde a sua criação até ao seu funcionamento todo o processo de instalação e monitoria foi realizado pela Comissão Instaladora da Universidade Zambeze (CIUNZA) criada por despacho de 31 de Janeiro de 2008 do então Ministro da Educação e Cultura Aires Bonifácio Baptista Ali.

A CIUNZA era composta inicialmente por 6 membros nomeadamente:

Prof. Doutor Bhangy Cassy (Docente do Departamento de Matemática da Faculdade de Ciências da Universidade Eduardo Mondlane) – Presidente da Comissão.

Prof. Doutor Zacarias Ombe (Docente e Director da Universidade Pedagógica – Delegação da Beira).

Prof.ª Doutora Sarifa Fagilda (Acessora do Ministro de Ciência e Tecnologia para Ciências Básicas).

Dr. Isaú Minezes (Docente).

Dra Dácia Correia (Docente e Directora da Faculdade de Veterinária da Universidade Eduardo Mondlane).

Dr. Augusto Jone (Docente da Universidade Pedagógica, Delegação da Beira).

Posteriormente, O Ministro de Educação e Cultura reforçou a comissão com a nomeação do Dr. Eduardo Alexandre Chiziane (Director da Faculdade de Direito da Univeridade Eduardo Mondlane em Sofala) como membro do CIUNZA  por despacho ministerial nº 26 de Março de 2008.

Havendo necessidade de apoio e colaboração no processo de instalação a CIUNZA, entre outros, assinou acordos de cooperação com a UEM e a UP com base nos quais foi criado o grupo de elaboração dos currículos.

No dia 10 de Dezembro de 2008 foram oficializadas as actividades do funcionamento da UniZambeze e inaugurada a Sede Provisória que funcionou no antigo lár dos Estudante dos CFM, sito no Matacuane.

Por Depacho Presidencial nº 1/2009, de 16 de Janeiro foi Nomeado o primeiro Reitor da UniZambeze, o Prof. Doutor Bhangy Cassy, Doutorado em Ciências Matemáticas pela Universidade Sul-Africana de Witswatersrand, o qual desempenhou, sucessivamente, as funções de Assessor para Assuntos Pedagógicos do Vice-Ministro da Educação e Cultura, de Director Nacional Adjunto de Educação Geral no MEC e de Director Adjunto de Investigação e Extensão na Faculdade de Ciências da UEM.

Em 16 de Março de 2009, embora sem instalações próprias, a UniZambeze iniciou as suas actividades lectivas oferecendo 16 cursos orientados disponíveis em 6 Faculdades, distribuídas de forma estratégica em toda Região Centro de Moçambique.

O ano de 2009 foi marcado pela crise financeira mundial que afectou os principais sistemas económicos do mundo tendo-se arrastado ao países em vias de desenvolvimento uma vez que, o orçamento destes dependia em larga escala de doações das potências económicas mundiais.

A semelhança dos outros, Moçambique também foi arrastado e o impacto foi extensivo a UniZambeze, que, carente de infraestruturas, o seu funcionamento só foi possível graças ao acolhimento e a boa vontade das comunidades locais onde as suas Faculdades encontravam-se inseridas.

Os seus primeiros estudantes podem ser considerados verdadeiros heróis por, mesmo nas condições precárias em que os cursos iniciaram, terem acreditado que a UniZambeze era um sonho possível.

Em 2013, a UniZambeze graduou os seus primeiros quadros. Foram 238 licenciados e 133 mestrados provenientes das 6 faculdades e 15 cursos.