Faculdade de Ciências Agrárias


A Faculdade de Ciências Agrárias  (FCA) está localizada na Vila de Ulónguè, Província de Tete.  Inserida no extenso planalto de Angónia, distinto pelas suas características edafoclimáticas, nomeadamente terras férteis e clima propício para a produção agrária, a FCA promove a formação nas áreas de produção animal, vegetal e engenharia alimentar. A pesquisa e a extensão junto das comunidades locais são dois elementos marcantes da singela comunidade académica composta por cerca de ….

A vida académica na faculdade constitui o reflexo das competências esperadas nas especialidades a que se propõem. Assim, para além da actividade lectiva desenvolvida na sala de aula, o processo de desenvolvimento de competências profissionais engloba a realização de actividades de produção em campos de ensaio e de demonstração, actividade laboratorial e experiências em estufa.

FCA possui um Campus Universitário onde se encontram instaladas Salas de aulas, Laboratórios, Biblioteca, Auditório, Campos de Ensaio e de Demonstração, Estufa, e meios técnicos de trabalho como tractores e alfaias. Este conjunto infraestrutural aliado ao corpo técnico administrativo, docentes e investigadores é responsável pela prestação de todo o apoio técnico, didáctico e operacional nas áreas de ensino, pesquisa e extensão.

O Campus Universitário, representa um laboratório didáctico estratégico da Unidade, viabilizando aulas práticas, montagem de módulos didácticos, cursos e palestras relacionados com as disciplinas de graduação e de pós-graduação, atendendo, sob demanda, cursos e demais actividades de extensão universitária. Essa Secção académica possui talhões colectores para estudos de produção de bens de consumo, mediante o cultivo de plantas e da criação de animais como gado bovino e suínos, aves entre outros, à disposição dos estudantes para desenvolvimento de aulas práticas e pesquisas.

Projecto de Investigação em Aquacultura

Este de projecto de investigação está a ser desenvolvida pela FCA em parceria com Universidades Brasileiras e da SADC com o objectivo de explorar o potencial de produção de Telápia e outras espécies similares e aliviar o défice de produção de proteína animal de origem piscícola, melhorando as condições alimentares das comunidades vizinhas e criando oportunidades de negócios.

As actividades lectivas tiveram inicio em 2009 onde partilhavam o mesmo espaço com a Escola Secundária de Ulónguè. O corpo administrativo da FCA funcionava em instalações arrendadas porque não dispunha ainda de instalações próprias.

Em 2012 a FCA foi a passou a funcionar em instalações próprias que comportam toda 8 salas de aulas, 2 laboratórios, 1 biblioteca, 1 auditório, Campos de Ensaio e de Demonstração e 1 estufa. O projecto prevê ainda áreas de tratamento de animais, espaços sociais e futuramente zona habitacional.

Quanto à oferta formativa, a FCA iniciou as suas actividades leccionando o curso de Engenharia Agro-pecuária. Mais recentemente, em 2015, a faculdade introduziu o curso de Engenharia Alimentar.