188 acessos

Conselho Universitário aprova o Plano Estratégico 2017-2021.



Conselho Universitário aprova o Plano Estratégico 2017-2021.

Trata-se de um documento orientador a ser usado nos vários pilares da universidade, nomeadamente, o pilar estratégico do ensino, de pesquisa, da extensão, recursos humanos e pilar estratégico referente a infra-estruturas. O documento ora aprovado, orienta ainda que, todas acções a serem desenvolvidas tendo em conta estas áreas prioritárias, deverão estar alinhadas com a missão, visão e os valores institucionais.

Nobre dos Santos, Reitor da Universidade, avançou que, apesar do plano fazer menção ao período 2017-2021, já existem acções concretas nalgumas áreas, referenciando assim, a abertura de cursos de mestrado nas unidades orgânicas, com vista a formar docentes mestres e de estarem constantemente a enviar docente para fora do país, para formação em mestrado e doutorado. No que tange ao pilar de extensão, Nobre dos Santos, informou que existe um plano de produção no qual, as faculdades, principalmente as que actuam em áreas agrárias e ambientais, devem mostrar que têm a capacidade de lavrar estas terras, transformando-se assim em unidades de produção, pois, desta forma, estaremos a conjugar os pilares de ensino, pesquisa e extensão, acrescentou o Magnifico Reitor.

Este plano foi aprovado aquando da I Sessão do Conselho Universitário 2017, que teve lugar no dia 7 de Junho, no Campus Tecnológico de Macuti – Cidade da Beira, onde para além deste, foram aprovados outros documentos normativos, nomeadamente, o regulamento de carreira de docente, regulamento de prémios e galardões, o plano operacional e os regulamentos para os mestrados em Direito Judiciário, MBA em Gestão de Empresas e em Língua e Literatura Portuguesa. Para além deste órgão colegial, teve lugar no dia 05, a Sessão do Conselho de Direcção, e no dia 06, a I Sessão do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão.